PANORAMA LAATUS BRASIL @laatus
São Paulo, sexta-feira, 25 de Outubro de 2019

Parte 1
A agenda de indicadores e eventos de sexta-feira traz a publicação da nota de política monetária e operações de crédito do Banco Central. Entre os balanços, destaque para os resultados de Ambev, Usiminas e Eletropaulo. Além disso, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informa a bandeira tarifária de novembro. No exterior, a Universidade de Michigan publica a confiança do consumidor dos Estados Unidos.

Asia
As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta sexta-feira, repercutindo balanços de empresas da região, assim como desdobramentos da disputa comercial entre Estados Unidos e China e da questão do Brexit.

Nos negócios da China continental, prevaleceu o bom humor após notícia de que autoridades de alto escalão das duas maiores potências econômicas globais vão retomar o diálogo comercial por telefone hoje.

EUA e China vão discutir planos para que os chineses ampliem as compras de produtos agrícolas americanos, mas, em troca, Pequim vai pedir a remoção de tarifas existentes e programadas de Washington contra bens chineses, segundo fontes ouvidas pela Reuters. Vão participar da conversa telefônica desta sexta o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, e o vice-primeiro-ministro chinês Liu He, diz a agência de notícias.

O índice Xangai Composto subiu 0,48% hoje, a 2.954,93 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,99%, a 1.632,40 pontos.

Em Tóquio, o Nikkei terminou o pregão em alta de 0,22%, a 22.799,81 pontos, mantendo o foco em balanços de companhias japonesas.

Em outras partes da Ásia, o sul-coreano Kospi teve leve valorização de 0,11% em Seul, a 2.087,89 pontos, mas o Hang Seng caiu 0,49% em Hong Kong, a 26.667,39 pontos, e o Taiex recuou 0,21% em Taiwan, a 11.296,12 pontos.

Também continua no radar o impasse do Brexit. Ontem, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, propôs dar aos parlamentares britânicos mais tempo para debater seu plano de Brexit se eles apoiarem a convocação de uma eleição geral para 12 de dezembro. Enquanto isso, a União Europeia discute o prazo de uma provável extensão para o Brexit, que deveria ser implementado no próximo dia 31.

Na Oceania, a bolsa australiana ficou no azul pelo quinto dia consecutivo. O S&P/ASX 200 avançou 0,68% em Sydney, a 6.739,20 pontos, maior nível desde o começo de outubro.

Brasil

O Banco Central anunciou por meio de nota, que promoverá leilões de venda de moeda à vista, swap cambial reverso e swap cambial tradicional no período de 1º a 28 de novembro. Essas operações serão para rolagem ou troca por moeda à vista de todo o estoque de swaps cambiais que vencerá em 2 de janeiro de 2020, no montante de US$ 11,31 bilhões (226.200 contratos).

O BC vai ofertar dólares à vista e, de forma simultânea, swaps reversos, no mesmo montante. Caso uma parcela da oferta não seja vendida, o BC voltará ao mercado, no mesmo dia, com oferta de swap cambial tradicional. Esta dinâmica de leilões diários é a mesma adotada nos últimos meses pelo BC.

Com um placar de 4 votos a 3 a favor da execução antecipada da pena, o Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu o julgamento sobre a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. A análise deverá ser retomada no dia 6 ou 7 de novembro, conforme afirmou ao fim da sessão o presidente da Corte, ministro Dias Toffoli. A data precisa será anunciada por Toffoli na próxima segunda-feira.

O tribunal não irá se reunir na semana que vem, motivo por qual o julgamento voltará à pauta somente em novembro. Conforme afirmou o presidente da Corte, o calendário de sessões foi definido ainda em abril.

Com o voto da ministra Rosa Weber contrário à prisão após condenação em segunda instância, a posição de Toffoli deverá definir o placar do julgamento. Até o momento, além de Rosa, Marco Aurélio Mello e Ricardo Lewandowski votaram para mudar o atual entendimento da Corte, que permite a execução antecipada da pena. A medida é considerada um dos pilares da Operação Lava Jato e um dos instrumentos que incentivou acordos de colaboração premiada.

É esperado que integrem essa mesma corrente os ministros Gilmar Mendes e Celso de Mello, totalizando cinco votos. No outro lado, os ministros Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux votaram favoráveis a possibilidade de prisão após condenação em segundo grau. O voto da ministra Cármen Lúcia deve ir no mesmo sentido.
Diante de empresários brasileiros e chineses, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o seu governo está “perfeitamente alinhado” com a China. “Estamos alinhados em mais coisas além da questão comercial”, discursou a uma plateia de cerca de 500 pessoas, em Pequim. Ele disse que terá o prazer de apertar pessoalmente a mão do presidente chinês, Xi Jinping, com quem vai se reunir nesta sexta-feira, 25.

Bolsonaro também agradeceu à China por ter apoiado o País em meio à crise internacional sobre a região amazônica. Em agosto, o ministro-conselheiro da China no Brasil, Qu Yuhui, afirmou que a crise foi “fabricada” e que a repercussão negativa em relação às queimadas florestais não afetaria as relações entre os países.

“Quero agradecer as palavras do seu embaixador sobre nossa soberania na região amazônica”, disse o presidente. “Para nós não tenho preço esse reconhecimento público e suas palavras sobre essa região tão importante para o mundo e para o Brasil.”

O presidente reforçou a mensagem de que o Brasil “mudou” e que tem recuperado a confiança perante o mundo. Segundo ele, “não há país que não queira conversar conosco”.

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, também moderou o discurso e afirmou que empresários chineses e brasileiros deviam aproveitar “juntos” as oportunidades que se abrem para os dois países. Em março, Ernesto chegou a dizer que o Brasil “não venderá a alma” para exportar produtos para a China, principal parceiro comercial do País.

Agenda sexta-feira, 25 de outubro de 2019

09:30 – BRL/BC: LEILÃO DE VENDA À VISTA DE DÓLARES DAS 9H30 ÀS 9H35 DE US$ 525 MILHOES
09:30 – BRL/BC: OPERAÇÃO DE SWAP CAMBIAL REVERSO DAS 9H30 ÀS 9H35 DE US$ 525 MILHOES

11:00 EUA/Confiança do Consumidor Michigan – Leitura Final (Oct) 83,4
11:00 EUA/Índice Michigan de Percepção do Consumidor (Oct) 96,0 93,2
14:00 EUA/Contagem de Sondas Baker Hughes 713
14:00 EUA/Contagem Total de Sondas dos EUA por Baker Hughes 851

terceira semana: (Fraca)
Índices Mundiais: (-)
Índice Dólar: (-)
Posição estrangeiros: (++) Venderam 15.423 – Posição dos Estrangeiros no contrato X19 +106.129
Notícias Locais: (+/-)
S&P: (+/-)
Petróleo: (+/-)

Fechamento DOLX19: 4.041,50
Ajuste anterior DOLX19: 4.036,52
Ajuste DOLX19: 4.037,13

Panorama é um canal aberto e todos são muito bem vindos!
Link do panorama: https://t.me/panoramalaatus

Conheça o Grupo LAATUS

Home

http://www.laatussummit.com.br/
Instagram: https://www.instagram.com/laatus/
Instagram: https://www.instagram.com/jeffersonlaatus/
Instagram: https://www.instagram.com/laatussummit/
Spotify: http://bit.ly/spotify-laatus

PANORAMA LAATUS BRASIL @laatus